Starbucks na República

image

Falar do Starbucks pode ser um pouco redundante, mas não me canso. E sabe porquê? Porque é um dos melhores lugares para mobile office. Ele nasceu para ocupar essa lacuna. A pedidos em comentários eu deixei as franquias um pouco de lado nos últimos posts, mas não dá para simplesmente ignorar as franquias se elas forem um bom lugar para o mobile office, não é? E outro ponto é que essa unidade do Starbucks foi inaugurada recentemente. Para quem está no centro de SP é uma ótima opção.

Diferente da Starbucks da Haddock Lobo que é cheia dos ambientes, essa é um ambiente único, mas super charmosinho e clean. Tem poltronas pra quem gosta, tem sofá com mesinhas, mesas comuns, mesas e bancos altos – é só escolher o que você preferir. Em algumas unidades do Starbucks é difícil achar um lugarzinho pra sentar, principalmente com o notebook, mas aqui não é tão cheio. Talvez porque ela seja nova no bairro ou porque a localização seja bem comercial. Em todo caso, isso é um ponto positivo para os mobile officers.

Essa Starbucks também tem uma diferença em relação a iluminação: uma das laterais tem janela de ponta a ponta, de cima a baixo. Fica bem claro e agradável – para quem se incomoda com as luzes baixas e focadas, aqui é uma boa saída.

Sra. Tomada

E como de praxe, tomadas e mais tomadas. Em todas as paredes tem pontos de tomadas, mas não esqueça que outras pessoas podem estar usando, então um beijamim ou régua de energia são bem vindos para compartilhar.

Sr. Wi-Fi

For free para você que é bacana e se cadastra. Mas diferente de outras unidades do Starbucks, senti grande lentidão mesmo com poucas pessoas. Não posso afirmar que a internet deles é ruim, afinal tinha mais 6 pessoas trabalhando remoto também – vai saber o que eles estavam consumindo da internet, né?

Pessoas e seus barulhos

Como comentei acima, a movimentação daqui é diferente, mas o público também. Se comparar as pessoas que vem até esse Starbucks para papear e as que vem para trabalhar – seja mobile office ou reunião, o segundo tipo de público é bem maior. Então sim, você vai ouvir muito mais burburinho de conversa. Mas se quer focar, seus fones sempre serão bons amigos.

O que comer?

Para quem conhece o Starbucks já deve saber todas as bebidas e comidas do cardápio, mas para quem ainda não se aventurou, recomendo que o faça. São várias coisas bem gostosas e os cafés são ótimos. E para aqueles que precisam de um super café, pode pedir o tamanho venti que são uns 500ml – você encara? Além disso você também pode pedir dose extra de café em outras bebidas.

E como chega?

O Starbucks unidade República fica, como você pode imaginar, na Praça da República de esquina com a rua Basílio da Gama. Para quem vem de metrô é uma mão na roda, porque é bem pertinho (mesmo!) da estação República – linha vermelha. Para quem vem de carro, tem um estacionamento de frente com o Starbucks, na rua Basílio da Gama – por volta de R$10 a primeira hora. Não recomendo se aventurar e parar na rua, os CETs fiscalizam bastante nessa região. E para quem vem de moto, de esquina com esse estacionamento que citei, tem um local de estacionar motocas na rua – e como eu não ando de moto, não faço a menor ideia de como chama, mas se você souber, me conta! :)

Tá, mas você volta?

É difícil falar não para um Starbucks, embora algumas eu sei que não é um tempo produtivo que passo lá. Mas essa unidade é bacana e vale a pena sim, mesmo que aqui o burburinho de conversa seja maior que em outros lugares.

✓ publicado em 27 de outubro de 2015 por Bruna Diniz