Projeto Vida Sem Papel, por uma vida mais digital

Vida digital e sem papelada pode ser interessante, estranho ou até fora de cogitação, mas ouso dizer que pode nos ajudar em muitos aspectos nos dias de hoje. Tem os que preferem 100% digital, os que são mistos e usam tanto um quanto o outro e os 100% (se é que hoje em dia é possível) manual e analógico. Aí eu te pergunto: o que faz mais sentido pra você?

Mobilidade

Quando optei por mobile office, muito do meu dia a dia precisou ser flexível e móvel. E vou te dizer que não é tão simples quanto parece. Eu usava agenda física e funcionava bem pra mim, mas precisei abrir mão já que toda vez que saia do home office, esquecia ela em casa.

Conforme vamos adicionando a mobilidade em nossos dias, queremos menos coisas e mais praticidade. Ter muitos objetos de escritório podia ser muito legal, mas passa a nos incomodar quando optamos por trabalhar de qualquer lugar e acabamos nos acostumando com a facilidade de ter tudo na mão. Um exemplo disso é algo que me aconteceu recentemente: criei um habit tracker em caderno; antes mesmo de terminar o primeiro mês, precisei viajar e não queria levar o caderno mais toda a coleção de canetas coloridas – qual a primeira coisa que me vem na cabeça? Ah, se eu já tivesse feito em formato digital!

O digital é mais prático para quem passa a maior parte do tempo conectado ou sempre tem algum device (smartphone, tablet, notebook) junto de si. A gente esquece a agenda, mas não o celular. A gente esquece o estojo, mas não a tablet. Entende onde quero chegar?

Projeto Vida sem Papel

Pensando em ter mais mobilidade e praticidade em nossos dias, criei o Projeto Vida Sem Papel. Será uma coleção de posts publicados mensalmente com ideias e caminhos para implementarmos o digital em (quase) tudo.

Mas veja, o meu intuito com esse projeto não é te dizer que o melhor caminho é ser 100% digital; meu objetivo é te mostrar alternativas para você saber que, se quiser e fizer sentido na sua vida, pode ser aplicado. Talvez você não use todas as opções, talvez use algumas, talvez use metade de uma e um pouco da outra – o que importa é saber que temos opção de deixarmos cada vez mais móvel. :)

Então aproveite e decide aí: o que você quer tirar do físico e implementar no digital? Também vale me marcar lá no instagram (@brunadiniz).

✓ publicado em 24 de janeiro de 2017 por Bruna Diniz