Calendário: organizando sua rotina

Você usa seu calendário? Ou você só marca os aniversários e deixa lá? Ou você só usa porque tem no seu celular, mas está sempre vazio porque você de fato não usa? E afinal, o que são compromissos para você? É só o casamento do seu irmão daqui há dois meses? Para mim, compromisso é tudo o que eu preciso fazer, das coisas mais banais até as mais importantes.

Confesso que há um tempo atrás meu calendário de compromissos era vazio. Só tinha minhas reuniões, aniversários e eventos sociais, porque o resto eu me virava bem com minha lista de tarefas. Mas há diferença entre tarefas e compromissos. Suas tarefas não precisam estar na sua agenda de compromissos e seus compromissos não precisam estar na sua lista de tarefas. Cada coisa em seu devido lugar.

Hoje, como vocês já sabem, eu uso o Todoist para minhas tarefas. Para os meus compromissos uso o Google Calendar – pelo simples motivo que ele funciona em todo lugar.

Eu fiz um teste durante o mês de agosto – te convido para fazer também -, adicionei todos os meus compromissos – não só reuniões e aniversários – no meu calendário, com três objetivos:

  • Definir melhor a minha rotina
  • Otimizar meu tempo, isto é, não ficar pensando no que vou fazer. Quantas vezes demorou tanto para decidir o que ia jantar e quando viu já era tarde demais?
  • Ver se estou ou não realizando o que gostaria durante a semana

Enchendo meu calendário de compromissos

No dia 02/08 eu planejei meu mês inteiro. Calma! Não é uma coisa tão difícil assim. Se você parar para pensar, nossos dias são semelhantes uns aos outros, ainda que um dia ou outro fuja da rotina. E eu comecei exatamente por aí: adicionei os eventos que aconteciam todos os dias no mesmo horário, como acordar e tomar café da manhã. Fiz o planejamento conforme eu gostaria que acontecesse e, inclusive, adicionei eventos que eu gostaria de incluir na minha rotina, como ler mais.

Também adicionei eventos como “a caminho de”. Vamos supor que você tenha uma consulta médica das 15h às 16h e seu próximo compromisso é trabalhar das 16h às 18h. A não ser que seu médico seja no mesmo prédio do seu trabalho, seu planejamento está furado. Então calcule o tempo que estará “a caminho do trabalho”, algo como:

  • 15h – 16h: médico
  • 16h – 16h30: a caminho do trabalho
  • 16h30 – 18h – trabalho

Talvez você se atrase por causa do trânsito, mas seu planejamento estará mais próximo da realidade dessa maneira.

image

veja como ficou uma das minhas semanas

Embora eu tenha planejado todo o mês, não quer dizer que de fato aconteceu como eu esperava. Todos os dias eu fazia um balanço na minha agenda: se eu fiz, marcava de verde, senão marcava de cinza. É uma boa maneira de você visualizar se você está ou não cumprindo com o planejado.

E para quem perde tempo pensando no que vai comer, fica uma dica extra: adicione nos comentários dos eventos de alimentação o prato do dia. Dessa maneira você também estará preparando o seu cardápio semanal.

Resultados e próximos passos

Utilizar meu calendário dessa maneira me ajudou bastante. Consigo ver com bastante clareza coisas que eu gostaria de fazer, mas não faço – e talvez nem devesse me cobrar tanto para fazer, me mantenho em dia ao invés de sair fazendo tudo sem saber pra onde ir e vejo que realizei mais do que minha memória é capaz de lembrar.

Para setembro vou ser um pouco mais realista, isto é, vou pesar os eventos que marquei em cinza e ver se realmente vou fazer. Talvez diminuir a frequência ou mudar os horários. Não faz sentido eu adicionar algo que não vou fazer, só vou me frustar ao ver que não consegui seguir o planejado.

Acho um exercício válido para todos. :) Nossos dias passam na velocidade da luz e às vezes não entendemos porque não temos tempo para fazer o que gostamos, apenas ficamos repetindo que estamos na correria e não temos tempo para nada. Será que não?

🖤 Elemento utilizado na imagem destaque é do Flaticon. :)

✓ publicado em 03 de setembro de 2015 por Bruna Diniz