5 motivos para usar o Google Calendar

Um dos grandes motivos de eu usar os serviços do Google é a integração. Não somente a integração entre outros serviços do próprio Google, mas também as integrações com aplicativos de outras empresas. Eu não vou te convencer a usar o Google Calendar, mesmo porque muitas pessoas ainda gostam da boa e velha agenda de papel, mas acho válido conhecermos o que cada app tem de bom e onde pode agregar em nossos dias para então dizermos se vamos ou não utilizar.

1. Aplicativos do Google Calendar

Já usei o Google Calendar integrado com o aplicativo nativo da Apple, o Calendar. Também já usei integrado com o quase falecido Sunrise, que será fechado ainda em 2016, após algum tempo de compra da Microsoft. E já usei com outros aplicativos de calendário que baixava para testar e ver layout e funcionalidades.

Atualmente, no celular, uso o aplicativo Google Calendar, desenvolvido pelo próprio Google. Embora a forma como é apresentado o calendário seja diferente do calendário padrão, eu me acostumei e já não sinto falta do Sunrise (ainda bem!).

Já para acesso no computador, acabo indo pelo navegador mesmo. E acho que o Google poderia aplicar a identidade do layout do mobile na versão web. É um dos poucos, ou único, produto do Google que ainda tem a identidade antiga e com cara quadradona. Mas, em todo caso, funciona muito bem.

2. Agendas

Aqui pode morar um pequeno conflito na cabeça das pessoas por conta da nomenclatura. A agenda está dentro do seu calendário e você pode ter várias e seguir várias. O que isso quer dizer? Você pode ter uma agenda para o seu trabalho, uma agenda para sua vida pessoal, seguir a agenda de um familiar ou parceiro de trabalho. Todas vão aparecer no seu calendário.

Hoje eu tenho a minha agenda pessoal, a agenda profissional, a agenda do Workaulait – que embora seja profissional, prefiro manter separado, e uma agenda de estudos do Decola! Lab – curso que estou participando. Também sigo uma agenda de feriados no Brasil.

Agendas interessantes

Eu adoro essa agenda de feriados no Brasil, mas se você está em outro país ou atende clientes de outros países, também dá para utilizar esse recurso. E se você é o fanático dos esportes ou seu trabalho é relacionado, também tem agendas para te dar uma mão. Acesse a área das agendas interessantes ou vá manualmente em: Google Calendar > Engrenagem > Agendas > Procurar por agendas interessantes.

3. Criando um evento

Uma função simples tanto na versão web quanto no aplicativo do Google Calendar. Na versão web você clica em Criar e vai preenchendo os campos, definindo título, quem vai comparecer, onde vai ser, se vai ter hangout/vídeo conferência, se é repetido por dias ou meses, se precisa de notificação e etc.

Na versão mobile tem tudo isso, mas de uma maneira mais prática. Você adiciona um novo evento e vai preenchendo tudo em uma linha, como se fosse um texto único e o Google vai interpretando. Mas não se desespere! O Google Calendar vai te dando os próximos passos, por exemplo: você digita aniversário, o Google vai te perguntar onde, você inclui o lugar e depois ele te pergunta com quem, você escolhe nos seus contatos e depois a hora. E é claro que é tudo opcional. :)

Clica e arrasta

Adoro esse tipo de função! Tudo deveria ser de clicar e arrastar. É bem mais intuitivo e facilita inclusive para quem não tem conhecimento da ferramenta. Então cria o seu compromisso, escolha a agenda e saia clicando e arrastando para onde achar melhor – o Google Calendar vai entender que se você arrastou para o dia 05/08 às 18h, é lá que deve ficar e ele muda o dia e hora do evento.

4. Lembretes

Os lembretes são aquelas coisas que você precisa fazer sem falta, mas não é um compromisso. Pode ser usado de várias maneiras – seja criativo! Eu prefiro usar o meu gerenciador de tarefas para esses lembretes, mas mantenho apenas um no Google Calendar: a troca da lente de contato de 15 em 15 dias. E veja bem, não adianta só se lembrar do que precisa ser feito e fazer, precisar dar um check lá no Google para ele entender que você fez e não empurrar diariamente o seu lembrete.

5. Metas

Uma função nova e bem bacana do aplicativo (ainda não achei na versão web, alguém já?). Se você tem algo para fazer e nunca consegue tempo, o Google Calendar encontra tempo pra você. Por exemplo, você quer aprender um novo idioma: adicione uma meta, diga ao Google quanto tempo pretende estudar – 30 min uma vez na semana? 1h todos os dias? – e ele vai encontrar um tempinho para você executar essa atividade. E supondo que o Google adicionou em um momento que você sabe que estará no trânsito, é só alterar o dia e hora da meta.

Sei que muita gente ainda é amante do papel – também sou , mas para alguns casos eu realmente prefiro a tecnologia. Minha agenda é um desses casos, pelo simples fato de que quero ter ela sempre comigo mesmo quando esqueço meu caderno/agenda em casa. E é um dos motivos que gosto de indicar até para quem prefere o papel. Afinal, testar novas maneiras de se organizar deve ser constante em nossos dias para termos certeza se estamos usando o melhor meio para nós. :)

✓ publicado em 13 de julho de 2016 por Bruna Diniz